BAÍA DE SEPETIBA – VAMOS CONVERSAR SOBRE A NOSSA BAÍA? UMA ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O AMBIENTALISTA “SERGIO RICARDO”

BAÍA DE SEPETIBA - VAMOS CONVERSAR SOBRE A NOSSA BAÍA?  UMA ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O AMBIENTALISTA "SERGIO RICARDO" -  SOBRE  AS PRINCIPAIS QUESTÕES SOBRE O TEMA.

Considerado um paraíso ecológico a baia de Sepetiba vem passando por um processo de degradação ambiental nas ultimas décadas. Esquecida pelos políticos a baía pede socorro. O Portal de Sepetiba conversou com o ambientalista " Sergio Ricardo" sobre os diversos temas que envolve nossa baía. Sérgio é ecologista, gestor e planejador ambiental. Acompanhou a trajetória de importantes momentos. Como os coletivos S.O.S baia de Sepetiba e o fórum do meio ambiente e qualidade de vida da baía de Sepetiba. Atualmente participa do movimento Baía viva ( Baía de Guanabara).

        A conversa foi realizada no dia 22 de janeiro na Alerj no Rio de Janeiro. Com a produção de Thiago cruz e a edição de Marius Pereira. Algumas perguntas foram sugestão de Flávio Brandão. Que nos colaborou para a realização deste bate papo.

         Para melhor atender o nosso público. Dividimos a entrevista por pergunta.

Veja abaixo os principais temas do bate papo exclusivo realizado pelo portal de Sepetiba.

1)Porque o Programa de Despoluição da Baía de Sepetiba nunca saiu do papel, mesmo com o BID se propondo a financiar tal projeto?

2) Existe uma modelagem hidrodinâmica feita pelo Departamento de Engenharia Oceânica da Marinha do Brasil, que engloba a ideia de uma desobstrução no Canal do Bacalhau. Nesta modelagem demonstra-se que existe a possibilidade de ocorrer um aumento na velocidade de correntes de fundo da baia durante as variações de marés e também poderia ocorrer um aumento na salinização da água, proveniente do “mar aberto” que entraria por este canal desobstruído. Com a abertura deste canal existe também a possibilidade de que venha ocorrer uma redução significativa no processo de acúmulo de sedimentos nas orlas de algumas praias, justamente em função do aumento de velocidade nas correntes de superfície, que por sua vez pode também levar a alguma melhora na qualidade da água na Baía. A pergunta é: Você conhece estes estudos, e se acha que esta seria a solução para despoluir a baía de Sepetiba?

3) Um dos grandes problemas da baía de Sepetiba, é a pesca predatória. Quais seriam as soluções a seu ver, para acabar com esta prática?

4) A CEDAE despeja na Baía 300 mil metros cúbicos de sedimentos/dia, que ela produz durante o tratamento d'água na unidade de Guandu. Como resolver este grave problema, que contribui, e muito para a poluição e assoreamento da baía de Sepetiba?

5) Diariamente, vemos a fumaça da TKCSA, ser expelida, o que deixa dúvidas, com relação a qualidade do ar que respiramos. A pergunta é: Se há um monitoramento constante da fuligem expedida, quem monitora e como ter acesso aos resultados deste monitoramento?

6) Multas são aplicadas aos empreendimentos poluidores da região, e as verbas provenientes destas multas, bem como as contra-partidas, nunca são aplicadas na região, e muitas vezes as benesses provenientes vão para o outro lado do município, como a ciclovia de Laranjeiras. Como parar com esta prática. Através de projeto de lei?

7) As dragagens dos portos na baía de Sepetiba, tem que ser permanentes. São milhões de metros cúbicos de lama contaminada, com zinco, cádmio e chumbo retirados, periodicamente. Eles são jogados onde, e quem fiscaliza?

8) A baía de Guanabara, tem o PSAM, tem e tem uma Comissão na ALERJ, voltada para discutir problemas e soluções para a mesma e mesmo assim, parece que o problema continua sem solução. O que está faltando para resolver o problema das nossas baías, de Sepetiba e Guanabara?

9) Considerações finais, Qual a importância da nossa Baia na economia do estado ?

  • Flávio Brandão

    Parabéns pela entrevista. Diversificar sempre, é o segredo do sucesso!

  • Marcio Sampaio Martinho

    Parabéns à todos