Linhas de Sepetiba mudam para integração com BRT

Itinerários de três ônibus da região vão ser encurtados para que passageiros usem o Transoeste. Usuários pagarão uma só tarifa

Rio - Duas semanas após a inauguração das estações do BRT em Campo Grande, três linhas de ônibus convencionais da Zona Oeste terão seus trajetos reduzidos e passarão a ser alimentadoras do Transoeste. Com as mudanças, a partir deste sábado, as linhas 870 (Bangu - Sepetiba, 871 (Campo Grande - Sepetiba) e 872 (Campo Grande - Nova Sepetiba) passarão a se chamar SV 870A (Sepetiba - Santa Cruz via Croácia), 871A (Praia da Brisa - Cesarão) e 872A (Nova Sepetiba - Santa Cruz).

As novas linhas ligarão Sepetiba e Nova Sepetiba às estações Santa Cruz, Curral Falso, Cesarão 1, Cesarão 2 e Cesarão 3. A tarifa única para os ônibus alimentadores é de R$ 3 e dá direito à integração com o BRT sem cobrança adicional. Dez veículos formarão a frota dos novos itinerários.

O deslocamento entre bairros próximos ao longo da Avenida Cesário de Melo, onde passa o corredor Transoeste, pode ser feito pela linha paradora do BRT Santa Cruz - Campo Grande. Este trecho do corredor tem 12 quilômetros e recebe cerca de 20 mil passageiros por dia, com nove estações.

Com os três novos serviços, a serem inaugurados amanhã, serão 14 o conjunto de linhas alimentadoras do sistema Transoeste. Segundo a Rio Ônibus (associação das empresas de ônibus), promotores do consórcio operador do BRT vão distribuir folhetos informativos e tirar dúvidas dos usuários nas estações da região. Ao todo, o Transoeste tem 56 quilômetros e liga o Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, a Campo Grande.